Explosão de bomba mata 16 paramilitares indianos – Isto É

Pelo menos 16 paramilitares indianos foram mortos, nesta quarta-feira (1), em um ataque a bomba atribuído a rebeldes maoístas no distrito de Gadchiroli, no estado de Maharashtra, no oeste da Índia, informou a polícia local.

“Maoístas atacaram uma equipe de comandos que estava viajando em um veículo particular para inspecionar o local de um ataque anterior. Pelo menos 16 homens morreram”, explicou à AFP, sob condição de anonimato, um oficial na base da polícia no estado de Maharashtra.

“Novas equipes foram enviadas ao local para operações de resgate e combate”, acrescentou.

O primeiro-ministro Narendra Modi rapidamente condenou o ataque no Twitter e garantiu que seus autores “não serão poupados”.

Este é o ataque mais mortífero atribuído aos rebeldes maoístas desde 2017. O distrito de Gadchiroli, localizado cerca de 900 km a leste de Mumbai, registrou a morte de pelo menos 17 policiais em 2009.

A Índia está em pleno processo de eleições legislativas, que começaram em 11 de abril e vão até 19 de maio. Os ataques de rebeldes maoístas, ativos em vários estados do país, frequentemente aumentam durante os períodos eleitorais.

No último final de semana, os rebeldes mataram dois policiais e feriram um aldeão no centro de Chhattisgarh, segundo a agência de notícias Press Trust of India (PTI).

No início de abril, cinco pessoas foram mortas em Chhattisgarh, em um ataque de rebeldes maoístas contra um comboio eleitoral dois dias antes do início das eleições.

Em abril de 2018, pelo menos 39 maoístas, incluindo várias mulheres, foram mortos na floresta Gadchiroli.

Originada em um vilarejo em Bengala Ocidental em 1967, a guerrilha maoísta, agora presente em um “corredor vermelho” de florestas no centro e leste da Índia, combate Nova Deli há meio século.

Essa rebelião se alimenta do descontentamento das populações esquecidas ou vítimas colaterais do desenvolvimento econômico.

Desde 1980, mais de 15.000 pessoas morreram neste conflito concentrado principalmente nas regiões florestais de Chhattisgarh, Odisha, Bihar, Jharkhand e Maharashtra.

Nas últimas eleições gerais em 2014, sete policiais foram mortos na explosão de uma mina terrestre implantada pela guerrilha maoísta.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!