Opep adverte contra o “uso político” do petróleo, durante visita ao Irã – Exame

Teerã – O secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), Mohammed Barkindo advertiu contra o uso político dos mercados de petróleo, durante visita a Teerã nesta quinta-feira, no momento em que começa um aperto nas sanções dos Estados Unidos contra o Irã. Isenções que haviam sido dadas pelos americanos para a compra de petróleo iraniano venceram nesta madrugada de quinta-feira para oito países, inclusive para o principal cliente iraniano, a China.

Falando em conferência em Teerã, Barkindo afirmou que a Opep trabalha para “despolitizar o petróleo” e “isolar nossa organização contra a geopolítica”, sem mencionar especificamente as sanções americanas. O Irã tem enfrentado dificuldades na economia, diante da pressão com as sanções dos EUA, após o presidente Donald Trump retirar seu país no ano passado do acordo multilateral sobre o programa nuclear iraniano, de 2015.

As sanções exacerbam uma crise econômica em parte causada por problemas domésticos. Na noite da quarta-feira, rumores de um eventual aumento de 150% no preço da gasolina provocaram longas filas e congestionamentos perto de postos na capital.

Autoridades dos EUA e do Irã projetam que as exportações do país podem recuar a 400 mil barris por dia neste verão local. Antes da saída dos EUA do acordo nuclear, o Irã exportava 2,5 milhões de barris por dia.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!