Manutenção Tem Reforma na Conta, com China e EUA Pesando nas Incertezas. – Investing.com

A decisão do COPOM ao manter os juros inalterados pela nona vez seguida demonstra que, em convergência com sua comunicação recente, a questão das reformas está cada vez mais presente no contexto das incertezas.

Com isso, ainda que possa ter emitido um sinal levemente ‘dovish’, isso obviamente levará aos que advogam pelo corte a projeções de um afrouxamento ainda este ano.

Todavia, reforçamos a projeção da manutenção exatamente pelo tempo de aprovação completa da reforma da previdência e da análise do Banco Central quanto aos efeitos estimulativos de tal evento, tendendo então à neutralidade neste ano e um viés altista para o próximo.

No exterior, a expectativa se volta também hoje aos discursos de e , membros do FOMC e aos desenvolvimentos da guerra comercial entre China e EUA.

Após o anúncio de retorno das taxações, Trump aliviou o discurso ao dizer que iria ouvir à comitiva chinesa, para novamente à noite indicar que os chineses haviam quebrado o acordo e ‘iriam pagar’.

Neste ‘vai e vem’, a volatilidade aumenta e o desmonte de posições de risco cresce com a proximidade do verão no hemisfério norte, dando força ao proverbio ‘venda em maio e se mande’.

Deste modo, o foco na questão geopolítica pode tirar a atenção de indicadores importantes hoje na agenda como PPI, estoques e balança comercial nos EUA, porém localmente as atenções ficam nas vendas ao varejo e perspectiva de leve recuperação marginal no período.

Destacam-se hoje os resultados de Vale (SA:), BTG (SA:), Azul (SA:), Estácio (SA:), Camil (SA:), Banco Pine (SA:), Gafisa (SA:), Cyrela (SA:), Randon (SA:), Tenda (SA:), BR Malls (SA:), Tecnisa (SA:), Even (SA:), Suzano (SA:), Lojas Marisa (SA:), Rumo (SA:), LAME, B3, Sabesp (SA:), Softbank, Deutsche Telekom, Duke Energy (SA:), Mitsubishi, Dr Pepper Snapple Group (NYSE:), Vale, Konami, Nikon, Panasonic, Kirin, Symantec, Namco Bandai, Yamaha e Mazda.

CENÁRIO POLÍTICO

Finalmente a situação entendeu a importância em se blindar o ministro Paulo Guedes nas comissões e agiu de maneira a evitar uma maior confusão na sessão de ontem.

Ainda que os ânimos da oposição tenham se exaltado em alguns momentos, até com piadas por parte do ministro, a sessão cumpriu seu papel e a equipe técnica conseguiu aprofundar os pontos importantes da reforma.

O problema é que para a oposição, nada será suficiente se beneficiar o governo atual, portanto a atenção é para convencer os indecisos reais.

ABERTURA DE MERCADOS

A abertura na Europa é negativa e os futuros NY abrem em queda, ainda pelos desenvolvimentos da questão sino-americana.

Na Ásia, o fechamento foi negativo, também pela questão comercial.

O opera estável contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam negativos em todos os vencimentos.

Entre as commodities metálicas, quedas, com exceção ao ouro.

O abre em queda, com a perspectiva de atividade contraída.

O índice de volatilidade abre em alta de 9,4%

CÂMBIO
Dólar à vista : R$ 3,9288 / -1,05 %
Euro / Dólar : US$ 1,12 / -0,009%
Dólar / Yen : ¥ 109,88 / -0,200%
Libra / Dólar : US$ 1,30 / -0,131%
Dólar Fut. (1 m) : 3938,41 / -1,22 %

JUROS FUTUROS (DI)
DI – Janeiro 20: 6,43 % aa (-0,12%)
DI – Janeiro 21: 7,00 % aa (-0,57%)
DI – Janeiro 23: 8,10 % aa (-0,98%)
DI – Janeiro 25: 8,61 % aa (-1,03%)

BOLSAS DE VALORES
FECHAMENTO
: 1,28% / 95.597 pontos
: 0,01% / 25.967 pontos
: -0,26% / 7.943 pontos

: -0,93% / 21.402 pontos
: -2,39% / 28.311 pontos
: 0,42% / 6.295 pontos

ABERTURA
: -0,669% / 12098,43 pontos
: -1,072% / 5359,49 pontos
FTSE: -0,250% / 7252,83 pontos

Ibov. Fut.: 1,27% / 96127,00 pontos
S&P Fut.: -0,786% / 2864,50 pontos
Nasdaq Fut.: -0,768% / 7588,75 pontos

COMMODITIES
Índice Bloomberg: -0,23% / 78,82 ptos

Petróleo WTI: -0,32% / $61,92
:0,11% / $70,45

: 0,20% / $1.283,44
: -0,59% / $94,19

: -0,61% / $14,67
: -0,77% / $355,25
: 0,34% / $87,50
: 1,29% / $11,80

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!