Coreia do Norte exige restituição de cargueiro apreendido pelos EUA – Exame

A Coreia do Norte chamou de “ato ilegal de roubo” a apreensão na semana passada de um de seus cargueiros por parte das autoridades americanas, que acusam a embarcação de ter violado as sanções internacionais, e exigiu a restituição.

A justiça americana anunciou na quinta-feira a apreensão do “Wise Honest”, acusado de ter violado as sanções internacionais por exportar carvão e importar máquinas.

O navio foi bloqueado no ano passado na Indonésia e seu capitão detido pelas autoridades americanas. Em julho foi iniciado o procedimento de apreensão.

A medida inédita contra um navio de 17.000 toneladas – um dos maiores cargueiros da Coreia do Norte, segundo o governo dos Estados Unidos – acontece em um momento de crise nas relações entre Washington e Pyongyang, após o fiasco da segunda reunião entre o presidente americano Donald Trump e o líder norte-coreano Kim Jong Un em fevereiro.

O ministério norte-coreano das Relações Exteriores afirmou que a medida é contrária ao espírito da declaração conjunta assinada pelos dois governantes durante sua primeira reunião, em junho de 2018.

“O governo dos Estados Unidos cometeu um ato ilegal de roubo ao sequestrar nosso cargueiro em nome de resoluções do Conselho de Segurança da ONU sobre sanções”, afirmou ministério em um comunicado divulgado pela agência oficial KCNA.

Washington “deve ter consciência das consequências de suas ações dignas de gângsteres (…) e restituir nosso navio sem demora”, completa o texto.

A Coreia do Norte é objeto de múltiplas sanções votadas pelo Conselho de Segurança da ONU para obrigar o país a renunciar a seus programas nuclear e balístico.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!