Fintech registra pedido na CVM para disputar depósito de títulos privados com a B3 – Portal do Bitcoin

O mercado de títulos privados, hoje dominado pela B3, pode ter um novo competidor. A Mark 2 Market (M2M), fintech que presta serviços de consolidação de dados para tesourarias de grandes empresas, quer entrar no segmento de bolsas de valores.

Segundo o Valor Econômico, a M2M protocolou na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) um pedido para que possa atuar como uma Central Depositária de Certificados de Recebíveis do Agronegócio (CRA). A fintech foi criada em 2010 e possui R$ 183 bilhões em CRA, debêntures e outros títulos de dívida.

O objetivo da M2M também é atuar na área de Infraestrutura do Mercado Financeiro (IMF), oferecendo outros serviços de dívida corporativa – registro, depósito e liquidação, entre outros. Atualmente apenas a B3 tem esta oferta no Brasil, seja no mercado de renda fixa ou de ações.

Hoje, quando uma empresa decide emitir uma dívida, bancos e escritórios de advocacia – escolhem o custodiante, que são geralmente os próprios bancos, e a depositária dos títulos.

A B3 detém o monopólio do setor no Brasil. Após a estruturação do título, bancos e corretoras (distribuidoras) vendem os papéis aos investidores.

Fintech quer inovar para competir

A ideia da Mark 2 Market é convencer as emissoras a escolhe-la como como depositária. Um de seus diferenciais será a especialização no mercado de CRA, no qual ela detém 50% dos títulos e atua com um software de gestão para tesourarias de empresas. Só no segmento de CRAs, são gerenciados em sua plataforma R$ 18 bilhões.

De acordo com a M2M, a ideia é disponibilizar informações também das empresas menores. Assim será possível analisar melhor o preço e o risco dos títulos dessas empresas.

“Isso aumenta a transparência e dá espaço para as menores também disputarem esse mercado de dívida corporativa”, disse à reportagem do Valor, Rodrigo Amato, fundador da M2M.

Blockchain nos planos

Segundo a M2M, outro objetivo é buscar “uma disrupção da oferta de soluções e serviços em um mercado com espaço para novas tecnologias, como blockchain, por exemplo, mas também ávido por mudanças de paradigma no tipo de atendimento e valor que uma IMF pode gerar, seja pela eficiência operacional, transparência ou mesmo inovação tecnológica”.

A M2M afirma que é a única no Brasil com uma plataforma 100% “Software as a Service” (SaaS, ou software como serviço), em nuvem.

A rede fornece o cálculo automatizado dos instrumentos financeiros, já alimentado diariamente com curvas e dados de mercado, além de serviços e equipe especializados em tesouraria para atender a contabilidade e auditoria.


Compre criptomoedas na 3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

O post Fintech registra pedido na CVM para disputar depósito de títulos privados com a B3 apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!