Forbes destaca crescimento de Nubank e iFood – Portal do Bitcoin

O rápido crescimento do banco digital Nubank e do aplicativo de entrega de refeições iFood no mercado brasileiro mostra que os dois empreendimentos estariam prontos para expandir a área de atuação e se tornarem “super aplicativos”, de acordo com o site da revista norte-americana Forbes.

A revista cita as brasileiras 99 Taxis e Creditas como exemplos de companhias que também têm surfado na boa onda da economia móvel no país. A 99 recebeu US$ 100 milhões de dólares em financiamento em janeiro de 2018 e foi vendida à Didi, concorrente do Uber na China, em um negócio avaliado em US$ 1 bilhão.

Nove meses depois, foi a vez de o iFood receber US$ 500 milhões em financiamento, enquanto o Nubank, a startup mais valiosa da América Latina, negocia com investidores a possibilidade de receber aporte de US$ 1 bilhão.

A injeção de capital elevaria a avaliação de valor da companhia brasileira para cerca de US$ 10 bilhões, tornando-se assim uma das maiores fintechs do mundo. O site americano Recode apresentou o banco digital brasileiro como “uma das startups que você precisa conhecer”.

A economia brasileira

O Brasil tem algumas particularidades econômicas que ajudaram as duas empresas a crescer, segundo a Forbes. A população é jovem, em média com 32 anos de idade. As pessoas passam, em média, três horas e meia por dia nas redes sociais.

Já são 67% dos adultos usuários de smartphones e 7,3 bilhões de downloads de aplicativos em 2018. Há 149 milhões de pessoas com acesso à internet, e 139 milhões com acesso pelo celular.

A forte concentração do setor bancário em torno de cinco principais bancos (Banco do Brasil, Caixa, Itau, Bradesco e Santander) e as taxas são altíssimas: os juros no cartão de crédito chegam a 270% ao ano.

O formato do sistema financeiro local torna o Brasil um mercado pronto para ser explorado por fintechs, como a Nubank e Creditas, que oferecem condições de adesão mais flexíveis que a maioria dos bancos tradicionais. A abertura das contas e o atendimento ao cliente, por exemplo, são feitos via app.

Já são cerca de 370 fintechs no Brasil, segundo a reportagem. É o maior número da América Latina.

Super aplicativo

As duas startups brasileiras também demonstraram capacidade de desenvolver atividades que complementem o leque de serviços já oferecidos, de acordo com a Forbes.

O exemplo foi o iFood Shop, plataforma online para restaurantes e lanchonetes cadastradas comprarem suprimentos com a renda gerada no próprio aplicativo.

No novo serviço, o iFood ainda disponibiliza uma plataforma de análise de desempenho, que mostra tendências no setor de alimentação fora do lar e redefinir o mix de produtos de acordo com a procura do público.

A combinação de serviços para clientes e empresários transformaria o app em um “super aplicativo”, já que funciona quase como um SaaS (software como serviço, em português).

Neste modelo, o cliente paga um valor por mês e todos os cuidados com o aplicativo (servidores, segurança de informações e pagamentos) ficam a cargo de quem o oferece.

O post Forbes destaca crescimento de Nubank e iFood apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!