As 5 criptomoedas com melhores e as 5 com piores desempenho em 2019 – Portal do Bitcoin

Após um 2018 inteiro de baixa, 2019 o jogo está virando e o mercado está ligeiramente otimista, com o Bitcoin puxando as criptomoedas para cima.

Entretanto, uma análise nos dados acumulados no ano para as principais criptomoedas mostra que algumas das mais famosas estão no vermelho em 2019, enquanto que os melhores desempenhos do ano até agora são, na maioria, tokens de small-cap, que tiveram fortes altas nos últimos seis meses

Veja a seguir os cinco melhores e piores desempenhos do ano até agora.

Maiores altas em 2019

Egretia (EGT): + 15.455%

Esta altcoin pouco conhecida entrou em cena em meados de junho, quando uma onda semanal de 170% a enviou para o topo do mercado. Descrito como “o primeiro motor e plataforma blockchain HTML5 do mundo”, o EGT é o melhor desempenho de 2019.

Desde 1º de janeiro, a criptomoeda saiu de US$ 0,000342, e atingiu US$ 0,053200.

Isso equivale a 15.455% de ganhos e deixa a EGT na 42ª posição entre as maiores criptomoedas. Egretia é um token baseado em Ethereum, supervisionado pela Egret Technology, uma empresa de capital aberto fora da China.

Clipper Coin (CCCX): + 2.905%

A Clipper Coin (CCCX) foi lançada em meados de 2018, com a promessa de trazer serviços financeiros profissionais para o blockchain. Isso inclui a criação de um sistema de classificação padronizado para lançamentos do ICO para fornecer “avaliações objetivas de projetos”.

A evolução dos ICOs para os IEOs, entretanto, não parou o crescimento da Clipper Coin. A CCCX subiu 2.905% no ano, subindo de US$ 0,000597 para US$ 0,017404.

EDUCare (EKT): + 1.567%

A EDUCare (EKT) foi lançada em meados de janeiro de 2018 mas, como a maioria dos tokens nascidos em um mercado em alta, o único caminho para o EKT era cair, e posteriormente perdeu mais de 99% de seu valor durante o resto de 2018.

Desde a virada do ano, no entanto, a plataforma multi-cadeia baseada em Ethereum voltou a disparar. O preço da moeda subiu de US$ 0,007651 para US$ 0,127585, valorizando a EKT 1,567% desde janeiro.

Qubitica (QBIT): + 1.487%

Esta altcoin lançada no final de 2018 só desvalorizou até a virada do ano mas, nascer em um mercado de baixa não impediu que a QBIT registrasse um crescimento de 1.487% em 2019.

Isso levou o preço US$ 4,09, até US$ 64,92. A maior alta de todos os tempos foi estabelecida em 26 de junho, a US$ 70, mas a forte queda do Bitcoin arrastou a QBIT para baixo.

Autodescrita como uma “comunidade global descentralizada de desenvolvedores, empresas e organizações”, o objetivo da Qubitica é “compartilhar inovações no campo de DAOs (Organizações Autônomas Descentralizadas)”. Os tokens QBIT são necessários para participar da comunidade.

ChainLink (LINK): + 1.416%

Uma das maiores histórias de sucesso do ano até agora, a ChainLink teve um ótimo mês em junho. Primeiro, foi escolhido pelo Google como provedor oracle blockchain, como a empresa testou ligando sua plataforma de dados em nuvem com a Ethereum.

Pouco tempo depois, foi anunciado que o ChainLink (LINK) seria adicionada ao Coinbase. Dentro desse intervalo de duas semanas, o valor do LINK quase triplicou.

E desde a virada do ano, a ChainLink registrou um crescimento de mais de 10x, subindo de um preço de US$ 0,289485 para US$ 4,39.

Criptomoedas com pior desempenho em 2019

Waves (WAVES): -40%

A plataforma Blockchain Waves registrou um crescimento de quase 400% entre novembro e dezembro de 2018, o que talvez tenham colaborado para a sua queda durante 2019.

Desde 1º de janeiro, quando estava cotada a US$ 3,26, o valor da Waves caiu para US$ 1,93. Isso deixa qualquer um que comprou no ano novo com uma desvalorização de 40%. A Waves está classificada em torno das cinquenta melhores moedas por capitalização de mercado e existe desde o início de 2016.

Stratis (STRAT): -17%

Este provedor blockchain-as-a-service valorizou mais de 6.000% desde sua data de lançamento em 2016. Mas desde o início de 2019, o desempenho da STRAT não foi muito satisfatório.

Abrindo o ano a US$ 1,08, o valor da STRAT caiu para US$ 0,888714 no final de junho – registrando uma perda de 17%.

Zilliqa (ZIL): -11%

A Zilliqa (ZIL) perdeu 11% de seu valor desde janeiro, com o preço do token caindo de US$ 0,019417 para US$ 0,017171.

Classificada entre as 70 criptomoedas com maior valor de mercado, a Zilliqa é outra moeda que bombou em 2018, e entrou em repouso em 2019 apesar de rumores que o Facebook estava alinhando a Zilliqa para uso em seu próprio empreendimento de blockchain em dezembro, e o lançamento da rede Zilliqa no início deste ano.

Stelar (XLM): -2,4%

Anteriormente das principais criptomoedas do mercado, a Stellar agora se ocupa o 12º lugar. Desde 1º de janeiro, quando estava cotada a US$ 0,123861,caiu 2,4% no último semestre, caindo para US$ 0,111085. O desempenho da XLM contra o BTC foi ainda pior, caindo 69%, caindo de cerca de 3.000 satoshis para pouco mais de 900.

A estagnação de Stellar é uma surpresa, considerando os desenvolvimentos recentes. A firma de gerenciamento de ativos digitais, a Greyscale, lançou em janeiro uma plataforma baseada em XLM. A Stellar também foi contratada como parceira pela Wirex, uma bolsa de criptomoedas baseada na UE, em abril.

0x (ZRX): + 5%

Permanecendo no top 100, os piores desempenhos do ano não precisam necessariamente registrar perdas. Esse é o caso da 0x (ZRX), que valorizou 5% em relação ao dólar – o menor crescimento positivo entre todos os principais criptoativos.

A ZRX obteve ganhos modestos, subindo de US$ 0,297092 para US$ 0,314888. O desempenho da moeda contra o BTC foi muito pior, já que o valor do satoshi da ZRX caiu de 7920 para 2628 – uma queda de 66%.

O post As 5 criptomoedas com melhores e as 5 com piores desempenho em 2019 apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!