Dólar cai ante real aguardando Previdência e menor aposta de corte de juros nos EUA Por Reuters – Investing.com

© Reuters. (Blank Headline Received)

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar caía ante o real nesta segunda-feira, na volta do fim de semana e véspera de feriado em São Paulo, na expectativa pela votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados.

Às 10:19, o dólar recuava 0,35%, a 3,8067 reais na venda

Na sexta-feira, a moeda encerrou com alta de 0,54%, a 3,8200 reais na venda, a maior alta em uma semana.

Neste pregão, o dólar futuro tinha queda de cerca de 0,4%.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) disse que o processo de votação do texto da reforma da Previdência deve começar na terça-feira.

Nas contas do governo, há cerca de 330 votos favoráveis à proposta na votação no plenário da Câmara, disse o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, no fim de semana.

Por se tratar de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a reforma da Previdência precisa angariar o voto favorável de ao menos 308 deputados, o equivalente a três quintos do plenário da Câmara, em dois turnos de votação.

A expectativa de que o texto será votado nesta semana mantém investidores em alerta nesta segunda-feira, dia de pregão mais esvaziado em razão de feriado em São Paulo na terça-feira.

Agentes financeiros estão focados em entender se será possível realizar os dois turnos da votação antes do recesso parlamentar, que começa em 18 de julho.

Do exterior, o mercado observa a redução das apostas de um corte de 0,50 ponto percentual nos juros dos Estados Unidos pelo Federal Reserve em sua próxima reunião, após dados fortes de emprego divulgados na sexta-feira.

Entretanto, não está descartada a possibilidade de que o Fed corte os juros em 0,25 ponto percentual. Neste sentido, o mercado aguarda falas do chairman do BC norte-americano, Jerome Powell, na terça, quarta e quinta-feiras, e a divulgação da ata da última reunião do Fomc na quarta-feira.

“Investidores globais se dividem sobre quando e em qual magnitude se dará (se ocorrer) o corte de juros pelo Fed, uma aposta recentemente diluída pelos dados de emprego de junho, mas que segue viva,” afirmou a corretora H. Commcor, em nota.

Segundo participantes do mercado, a tendência para este pregão é que o dólar se mantenha em queda frente ao real, mas não descartam volatilidade mais adiante na semana, mais notadamente em relação à votação da reforma previdenciária.

(Por Laís Martins)

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!