Guedes reúne time nesta quinta para estudar medidas de estímulo à economia – Exame

A equipe cogita desde a desoneração de alguns setores até a utilização de recursos de privatizações para fomentar o Minha Casa, Minha Vida

Por Rachel Gamarski, da Bloomberg

access_time 10 jul 2019, 20h35

O ministro da Economia, Paulo Guedes, marcou reunião com seus secretários nesta quinta-feira (11) para definir medidas de estímulos à economia que poderão ser anunciadas nas próximas semanas, disse uma fonte com conhecimento direto do assunto sob condição de anonimato.

Para tentar destravar a atividade, a equipe econômica cogita desde a desoneração de alguns setores da economia até a utilização de recursos de privatizações para fomentar o programa Minha Casa, Minha vida, disse a pessoa. O programa habitacional, que é uma marca das gestões petistas, pode ter seu nome alterado e o governo cogita ainda regras para ceder terras para a construção. Desonerações também foram bastante usadas no passado e são alvo de críticas até hoje.

 

Outra ação que já foi anunciada informalmente e deverá estar no plano do governo é a liberação de R$ 20 bilhões do PIS/Pasep, além de regras para facilitar a utilização do FGTS. Há uma discussão dentro do governo para que os recursos do PIS/Pasep que não forem sacados possam ser utilizados para melhorar o resultado fiscal do Tesouro, disse a pessoa.

A avaliação interna é de que é preciso apresentar uma agenda própria logo na sequência da aprovação da reforma da Previdência, especialmente depois de o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ter feito críticas às ações do governo e tentado atrair para si o protagonismo da pauta econômica, o que deixou Guedes irritado.

Até por isso, Guedes cogita realizar o anúncio dessa agenda durante o recesso parlamentar, como forma de mostrar que equipe econômica está trabalhado enquanto parlamentares estão de férias, uma forma de responder ao Maia, disse a pessoa. A reforma tributária do governo, que difere da adotada pelo Congresso, também pode integrar o anúncio.

No cardápio estudado está ainda um dos alvos preferidos de Guedes, o Sistema S. Técnicos do ministério avaliam a possibilidade de enviar uma Medida Provisória ao Congresso cortando recursos do sistema. Segundo a pessoa, isso poderia liberar recursos no caixa das empresas, o que poderia contribuir para a recuperação da atividade. Outros pontos discutidos são regras para a melhorar a recuperação da dívida ativa.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!