Secretário diz que não houve erro nenhum de política econômica deste governo – Isto É

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida, afirmou nesta sexta-feira, 12, que não houve erro “nenhum” de política econômica do atual governo. Sachsida havia sido questionado, durante coletiva de imprensa, sobre o fato de o ministério ter reduzido em um terço a projeção de alta para o Produto Interno Bruto (PIB) em 2019, desde o início do ano. A projeção atual é de alta de 0,8%.

De acordo com Sachsida, as revisões ocorreram porque os erros econômicos cometidos antes de 2016 “estão ficando cada vez mais claros”. Para o secretário, houve problemas de alocação de recursos nos governos anteriores.

“Quando você coloca dinheiro em um estádio, você deixa de usar o dinheiro em outros setores, como hospitais, estradas”, exemplificou, lembrando que também é preciso colocar recursos todo mês para a manutenção do estádio. “E no lugar do estádio não tem um shopping”, acrescentou, ao avaliar os impactos indiretos para a atividade. “Da mesma maneira que falo de estádio de futebol, ocorreram erros em vários outros setores”, acrescentou. Sachsida disse ainda que, quando o governo começa a corrigir o problema de má alocação, surgem outros problemas.

O secretário pontuou ainda que a magnitude e a velocidade que os problemas fiscais e de má alocação ocorreram surpreenderam. Por isso, houve revisão em projeções.

Ao tratar das revisões para o PIB, o subsecretário de Política Macroeconômica do Ministério da Economia, Vladimir Kuhl Teles, pontuou que uma série de problemas surgiu em 2019. Mais cedo, ele já havia citado quatro fatores que prejudicaram a atividade este ano: as intempéries no setor agrícola; o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho-MG; a desaceleração global; e a expectativa em torno da reforma da Previdência.

“Todos foram revendo projeções a partir das novas informações”, disse Teles. “Não tem como antecipar informação que você não tem”, acrescentou.

Sachsida e Teles participaram de entrevista coletiva a respeito dos novos parâmetros do Ministério da Economia para a atividade e a inflação em 2019.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!