Ações criminosas envolvendo criptomoedas chamam a atenção do Gafi – Portal do Bitcoin

O Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (Gafi/FATF) passou a considerar ainda mais as ações criminosas que envolvem o mercado de criptomoedas, publicou o Valor na segunda-feira (15).

“Quem compra e vende também deveria cumprir as obrigações de combate à lavagem de dinheiro e financiamento ao terrorismo”. Foi com esta frase que Marconi Costa Melo, do Gafi revelou a posição atual do órgão em relação às criptomoedas.

Melo é secretário-executivo da instituição na América Latina (Gafilat). Para ele a batalha está só começando, considerando que só faz um mês que o Gafi editou sua recomendação técnica sobre o assunto. Conforme o documento, uma das principais preocupações é sobre o anonimato das transações.

“É muito novo. O tema está sendo regulamentado internacionalmente. O próprio lançamento da Libra ainda é nebuloso. Qual será o alcance disso, a capacidade de transação? Por onde seria feita a transação? Qual o papel que os cartões de crédito vão exercer nisso?”, comentou o executivo, segundo o Valor.

De acordo com o site, foram os comentários de Jerome Powell, do Fed, e as críticas do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que colocaram o órgão mais em alerta. Ambos trataram recentemente as criptomoedas — mais precisamente o Bitcoin e o projeto Libra — como algo preocupante.

Na semana passada, Powell advertiu que o projeto Libra, do Facebook, não poderia seguir até que preocupações sérias fossem abordadas. Mais recentemente, o líder americano disse que o bitcoin e as criptomoedas não são dinheiro e se baseiam no ar.

No Twitter, Trump usou as seguintes palavras:

“Não sou fã de bitcoins e outras criptomoedas, que não são dinheiro, têm valor altamente volátil e são baseados no ar”.

Ele ainda completou dizendo que os criptoativos não regulamentados podem facilitar o comportamento ilegal, incluindo tráfico de drogas e outras atividades ilícitas.

Para Gafi Brasil evolui

Melo, que é funcionário de carreira da Advocacia-Geral da União (AGU), disse que ainda é cedo dizer se o Brasil está ou não preparado para o combate à lavagem de dinheiro, mas ele acredita que o país evoluiu muito nos últimos anos.

O assunto foi colocado em discussão em um evento em Brasília (DF) na semana passada. O encontro contou com representantes do governo da Espanha, Fundo Monetário Internacional (FMI), Polícia Federal, Banco Central e outras instituições, além de membros do setor privado.

No entanto, a ação teve como foco preparar agentes que atuam no Brasil para a quarta rodada de avaliação a que o país será submetido pelo Gafi a partir de 2020.

“Em vários aspectos o país progrediu muito, mas é claro que a comunidade internacional também ficou mais exigente nos últimos dez anos”, disse Melo.


Compre Bitcoin na Coinext 

Compre Bitcoin e outras criptomoedas na corretora mais segura do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://coinext.com.br

O post Ações criminosas envolvendo criptomoedas chamam a atenção do Gafi apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!