Cachorro comparece a julgamento como vítima de maus-tratos na Costa Rica – Isto É

Um cachorro chamado Campeão chega ao tribunal para o julgamento de sua anterior dona, na Costa Rica – AFP

“Campeão”, um cachorro dócil de dois anos e dois meses, se tornou nesta segunda-feira (22), na cidade costa-riquenha de Atenas, o primeiro animal na América Latina a assistir como vítima de maus-tratos ao julgamento de sua ex-dona.

O presidente do tribunal dessa cidade, situada a 35 km de San José, advertiu que não toleraria nenhum tipo de desordem. Campeão seguiu as ordens: com exceção de um pequeno latido, se comportou muito bem na sala do tribunal, que estava cheia de pessoas que foram apoiar a vítima.

Em novembro de 2017, o cãozinho ainda não se chamava Campeão. Tinha apenas seis meses e respondia pelo nome de Tyson quando foi amarrado com uma corda que afundou na carne de seu pescoço. Também estava desnutrido, magro e coberto de pulgas.

A presidente da Fundação Ateniense de Ajuda a Animais Abandonados, Dora Castro, detalhou nesta segunda-feira ao tribunal que foi alertada por um dos irmãos da dona, que lhe enviou um vídeo que mostrava como o cachorro era tratado.

Castro então pegou o animal e o levou a um veterinário, onde teve que receber atendimento durante cerca de 20 dias.

A benfeitora do Campeão apresentou uma queixa em janeiro de 2018, conforme a lei recentemente promulgada na Costa Rica que sanciona os maus-tratos contra animais com penas de até três anos de prisão.

O presidente do tribunal mencionou precedentes nos Estados Unidos e na Espanha para levar à justiça os donos de animais maltratados, mas o caso de Campeão é o primeiro na América Latina.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!