Etanol: Média das Semanas Cheias do Indicador Foi de R$ 1,6206/Litro em Junho – Investing.com

Em junho, a média das semanas cheias do Indicador CEPEA/ESALQ do etanol hidratado foi de R$ 1,6206/litro, valor 1,5% menor que as semanas de maio. Para o Indicador CEPEA/ESALQ do etanol anidro, o Cepea também registrou queda, de 3,53%, com média de R$ 1,8559/litro, considerando-se somente o mercado spot.

As quedas nos preços estiveram atreladas à diminuição no ritmo de compras por parte de distribuidoras, que, ao longo de junho, adquiriram o etanol de forma pontual. No geral, apenas na segunda e na quarta semanas do mês que o total negociado de etanol hidratado comercializado aumentou, o que, por sua vez, esteve atrelado ao feriado de Corpus Christi no dia 20, quando a demanda pelo biocombustível cresce.

De acordo com levantamento do CEPEA/ESALQ, a quantidade de etanol hidratado negociado por usinas do estado de São Paulo em junho/19 caiu 48% frente à de maio/19. O movimento foi semelhante ao observado no mesmo período de 2018, quando o volume recuou 33%. A primeira semana de junho de 2019, inclusive, registrou a menor quantidade de hidratado comercializado em um ano (desde 22 de junho de 2018).

No varejo, os preços também caíram, tanto em SP como em outros estados produtores do Centro-Sul. Segundo dados da ANP (Agência Nacional do , Gás Natural e Biocombustíveis), a relação entre os preços do etanol e da gasolina C nos postos ficou em 62,2% e São Paulo em junho, com média de R$ 4,193/litro para a gasolina C e de R$ 2,607/litro para o etanol. O abastecimento com etanol também segue vantajoso nos estados de Mato Grosso (55,3%), Minas Gerais (62,2%), Goiás (63,1%) e Paraná (67,5%).

NORDESTE – A oferta do biocombustível continuou limitada em junho, devido à entressafra na região. Sendo assim, não houve dados suficientes para a elaboração e divulgação da média dos Indicadores CEPEA/ESALQ para o etanol hidratado e anidro no estado de Pernambuco no mês.

Em Alagoas, a média de junho do Indicador CEPEA/ESALQ do hidratado foi de R$ 1,8866/litro; já quanto ao anidro, o número de dados levantados foi insuficiente para a elaboração do Indicador CEPEA/ESALQ.

Na Paraíba, por sua vez, o Indicador CEPEA/ESALQ do hidratado fechou em R$ 1,9454/litro em junho, queda de 2,35% em relação a maio. O Indicador CEPEA/ESALQdo anidro foi de R$ 2,1684/litro no mesmo período, alta de 5,18% frente ao mês anterior (vale ressaltar que a metodologia para divulgação deste Indicador foi alterada em março/19).

O fluxo de etanol hidratado do Centro-Sul com destino ao Nordeste diminuiu de maio para junho, o que pode ser justificado pelo aumento nos custos logísticos.

EXPORTAÇÕES E IMPORTAÇÕES – As exportações de etanol (anidro e hidratado) somaram 169,4 milhões de litros em junho, volume 2,3% superior ao de maio, gerando receita de US$ 86,8 milhões (R$ 334,95 milhões), segundo dados da Secex. Já, as importações de etanol somaram 86 milhões de litros em junho, sendo 95,6% destinados aos portos do Norte e Nordeste e apenas 4,4%, aos do Centro-Sul.

No acumulado da safra 19/20, foram exportados mais de 339 milhões de litros de etanol e importados praticamente 500 milhões de litros, ainda segundo a Secex.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!