Soja: Negociações Seguem em Ritmo Lento – Investing.com

As negociações envolvendo em grão seguem em ritmo lento tanto no mercado spot quanto para contratos a termo. Como vendedores consultados pelo Cepea já comercializaram boa parte da safra 2018/19, não demonstram interesse em novos negócios. Do lado da demanda, indústrias indicam estar abastecidas, e aquelas com estoques curtos, adquirem apenas pequenos volumes. Quanto à temporada 2019/20, compradores consultados pelo Cepea demonstram mais interesse nas aquisições, mas encontram vendedores retraídos. O Indicador ESALQ/BM&FBovespa da soja Paranaguá (PR) caiu 0,9% entre 19 e 26 de julho, indo para R$ 78,13/saca de 60 kg na sexta-feira, 26. No mesmo comparativo, o Indicador CEPEA/ESALQ Paraná cedeu ligeiro 0,4%, a R$ 73,19/sc de 60 kg no dia 26.

MILHO: COLHEITA AVANÇA E PREÇOS REGISTRAM NOVAS QUEDAS

Os preços de estão em baixa na maior parte das regiões acompanhadas pelo Cepea. A pressão sobre os valores é reflexo do avanço da colheita, que já tem aumentado a disponibilidade do cereal. Produtores consultados pelo Cepea seguem com as atenções voltadas à colheita e ao escoamento da safra, enquanto as exportações vêm ganhando ritmo. Mesmo com a intensificação dos trabalhos de campo, produtores/vendedores têm se mostrado cautelosos em negociar grandes lotes do cereal no mercado interno. Por outro lado, compradores, atentos à maior disponibilidade do produto, pressionam as cotações. No Centro-Oeste, apesar da procura de compradores paulistas, as quedas são mais intensas com o andamento da colheita. Em Campinas (SP), entre 19 a 26 de julho, o Indicador ESALQ/BM&FBovespa, recuou 1,4%, indo a R$36,36/saca de 60 kg na sexta-feira.

MANDIOCA: COM NECESSIDADE DE SE CAPITALIZAR, PRODUTORES AVANÇAM COM A COLHEITA

Apesar de uma parcela dos mandiocultores já ter encerrado o plantio deste ano, ainda há aqueles que, com necessidade de se capitalizarem, realizam a colheita, e/ou estão envolvidos com o preparo de solo e tirando rama. Assim, entre 22 e 26 de julho, foram processadas 49,8 mil toneladas de mandioca pelas fecularias, queda de 9,8% frente à semana anterior. Neste cenário, o preço médio semanal a prazo de raiz posta fecularia foi de R$ 317,74 por tonelada (R$ 0,5526 por grama de amido na balança hidrostática de 5 kg), ligeira alta de 0,3% em comparação ao período anterior.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!