Café: Lavouras de Robusta Registram Floradas Pontuais – Investing.com

Com o término da colheita de neste mês, algumas flores foram observadas nas lavouras do Espírito Santo, estimuladas pelas chuvas. Segundo colaboradores do Cepea, um maior volume de chuvas e temperaturas mais elevadas ainda são necessárias para a abertura de floradas significativas no estado capixaba. No geral, grande parte das lavouras está em bom estado, mas algumas plantas mais antigas foram prejudicadas pelo frio e ventos em julho e também por doenças. Quanto à Rondônia, o clima segue quente e seco, ainda impossibilitando a abertura de floradas em áreas não irrigadas. Já em áreas irrigadas, algumas poucas flores foram registradas, mas o tempo firme pode prejudicar o desenvolvimento dessa flor.

ARROZ: RETRAÇÃO COMPRADORA PRESSIONA COTAÇÕES

O mercado de no Rio Grande do Sul esteve enfraquecido nos últimos dias, com negociações pontuais captadas pelo Cepea. O clima chuvoso também influenciou esse cenário, atrapalhando os embarques de arroz “livre” (produto armazenado nas propriedades rurais). Entretanto, foram as ofertas de compras a preços menores que acabaram prevalecendo – essa pressão se deve aos baixos valores também ofertados pelos setores atacadista e varejista pelo arroz beneficiado. Do lado vendedor, vários produtores se retraíram para novos negócios no spot, tanto para o arroz depositado como para o “livre”. As vendas efetivadas ocorreram apenas devido à necessidade de “fazer caixa” de alguns orizicultores. Assim, entre 23 e 30 de julho, o Indicador ESALQ/SENAR-RS, 58% grãos inteiros, fechou a R$ 42,9/sc de 50 kg na terça-feira, 30, queda de 0,35%. Em julho (até o dia 30), o Indicador recuou 1,27%.

ALGODÃO: PREÇO SEGUE EM QUEDA E LIQUIDEZ, EM BAIXA

As cotações do algodão em pluma seguem em queda, o que mantém o ritmo das negociações enfraquecido. Entre 23 e 30 de julho, o Indicador do algodão em pluma CEPEA/ESALQ, com pagamento em 8 dias, recuou 1,92%, fechando a R$ 2,5033/lp na terça-feira, 30. Agentes consultados pelo Cepea indicam atraso na colheita da safra 2018/19 e, consequentemente, no beneficiamento, devido a chuvas em meados de maio e ao clima um pouco mais frio em algumas localidades de Mato Grosso e da Bahia. Do lado vendedor, agentes estão voltados à colheita, ao beneficiamento e à entrega de contratos firmados anteriormente.

LEITE: PREÇO DO UHT SOBE DEPOIS DE 8 SEMANAS EM QUEDA

Os valores do leite UHT registraram alta nos últimos dias, após oito semanas consecutivas de baixas. De acordo com dados do Cepea, de 22 a 26 de julho, o preço médio do leite longa vida subiu 1,49%, fechando a R$ 2,3660/litro. Quanto ao preço do queijo muçarela, por sua vez, registrou leve queda, mas em menor intensidade do que nas semanas anteriores. No mesmo período, a média foi de R$ 17,5560/kg, recuo de apenas 0,09%. Segundo colaboradores do Cepea, as negociações começaram a melhorar nos últimos dias, devido ao fim das férias escolares. Quanto aos estoques, permanecem baixos em alguns laticínios por conta da diminuição da produção.

Com o término da colheita de café robusta neste mês, algumas flores foram observadas nas lavouras do Espírito Santo, estimuladas pelas chuvas. Segundo colaboradores do Cepea, um maior volume de chuvas e temperaturas mais elevadas ainda são necessárias para a abertura de floradas significativas no estado capixaba. No geral, grande parte das lavouras está em bom estado, mas algumas plantas mais antigas foram prejudicadas pelo frio e ventos em julho e também por doenças. Quanto à Rondônia, o clima segue quente e seco, ainda impossibilitando a abertura de floradas em áreas não irrigadas. Já em áreas irrigadas, algumas poucas flores foram registradas, mas o tempo firme pode prejudicar o desenvolvimento dessa flor.

Com o término da colheita de café robusta neste mês, algumas flores foram observadas nas lavouras do Espírito Santo, estimuladas pelas chuvas. Segundo colaboradores do Cepea, um maior volume de chuvas e temperaturas mais elevadas ainda são necessárias para a abertura de floradas significativas no estado capixaba. No geral, grande parte das lavouras está em bom estado, mas algumas plantas mais antigas foram prejudicadas pelo frio e ventos em julho e também por doenças. Quanto à Rondônia, o clima segue quente e seco, ainda impossibilitando a abertura de floradas em áreas não irrigadas. Já em áreas irrigadas, algumas poucas flores foram registradas, mas o tempo firme pode prejudicar o desenvolvimento dessa flor.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!