Cepal projeta desaceleração da economia na América Latina

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) prevê desaceleração da economia na maioria dos países da região. Segundo estudo anual divulgado hoje (31), devido ao fraco desempenho em investimentos, exportações e consumo interno, a projeção de expansão do Produto Interno Bruto (PIB) na região é 0,5% para 2019, valor inferior a 0,9% observado em 2018.

“Esse desempenho é atribuído aos efeitos de um enfraquecimento sincronizado da economia global, que tem implicado em um cenário internacional desfavorável para a região. No âmbito interno, o baixo crescimento é devido ao pouco dinamismo apresentado pelo investimento, pelas exportações e por uma queda do gasto público e do consumo privado”, diz o estudo.

Segundo a Cepal, diferentemente de anos anteriores, em 2019 a desaceleração será generalizada e afetará 21 dos 33 países da América Latina e do Caribe. Em média, a América do Sul deverá crescer 0,2%, a América Central 2,9% e o Caribe 2,1%.

Para ao Brasil, a previsão de crescimento do PIB é 0,8%. Em 2018, a economia brasileira cresceu 1,1%.

Na avaliação da Cepal, é necessário expandir o espaço de políticas para enfrentar a desaceleração e contribuir para o crescimento econômico, com medidas tanto na área fiscal, como na monetária e relacionadas com o investimento e a produtividade, nos países da América Latina.

Edição: Maria Claudia

Fonte Oficial: EBC.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!