Azul recebe 15 horários em Congonhas; Passaredo fica com 14 e MAP com 12 – Isto É

A Azul recebeu 15 horários de pousos e decolagens, a Passaredo ficou com 14 e a amazonense MAP com outros 12 slots no processo de redistribuição das 41 autorizações que eram operadas pela Avianca no aeroporto de Congonhas, em São Paulo. O resultado foi divulgado no início da noite pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

Apesar do anúncio, o processo de distribuição ainda não foi totalmente concluído porque Passaredo e MAP têm nove dias para demonstrar capacidade técnica para voar no terminal paulistano. Caso não o fizerem, os horários voltarão a ser redistribuídos. Segundo a agência, as duas aéreas regionais deverão comprovar ao operador do aeroporto e ao órgão de controle do espaço aéreo “o atendimento de requisitos operacionais exigidos para operação no aeroporto”.

A Passaredo já opera em São Paulo, no aeroporto de Guarulhos, a partir de voos de Ribeirão Preto, no interior paulista. Já a MAP voa exclusivamente na região amazônica com aviões turboélice de curto e médio alcance.

Devolução

Caso alguma das duas aéreas não seja autorizada a operar em Congonhas, os slots destinados a ela voltarão para o banco e serão distribuídos. Nesse caso, a Azul poderá voltar a concorrer até chegar ao limite de 54 voos no aeroporto. Com os novos horários, a empresa passa a ter 41 slots em Congonhas. Poderia, portanto, concorrer, nesse caso, a mais 13 novos horários.

Mesmo assim, a operação da Azul segue bem menor que a das concorrentes Latam, que tem 236 horários, e da Gol, com 234 slots em Congonhas.

Segundo a Anac, após a aprovação, “as empresas poderão iniciar a oferta de voos de acordo com os horários alocados”.

Uma quarta empresa, a Two Flex, solicitou 14 slots em Congonhas, mas como a companhia opera aeronaves de menor porte esses voos foram destinados à pista auxiliar de Congonhas. Por isso, diz a Anac, a operação está pendente de confirmação pelo Centro de Gerenciamento de Navegação Aérea (CGNA).

A partilha dos horários ocorreu sob uma nova regra temporária aprovada pela Anac e que beneficiou diretamente a Azul. As concorrentes Latam e Gol não puderam disputar os slots porque só aéreas consideradas “entrantes” – aquelas que têm até 54 voos por dia no aeroporto – puderam concorrer a 100% dos horários que eram da Avianca. Antes, a regra para ser considerada “entrante” delimitava as companhias que tinham apenas 5 horários diários – o que excluía a Azul.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!