Brasil cai uma posição em ranking de países com maiores juros do mundo – Exame

Com 1,63% ao ano, país fica atrás de sete países: Argentina, México, Indonésia, Rússia, Turquia, Índia e Malásia

access_time 1 ago 2019, 06h00

São Paulo – Com a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) de cortar 0,50 ponto percentual na Selic, anunciada na quarta-feira, (31), o Brasil caiu uma posição no ranking de países com os maiores juros reais do mundo.

Com 1,63% ao ano, país fica atrás de sete países: Argentina, México, Indonésia, Rússia, Turquia, Índia e Malásia.

A lista é divulgada a cada reunião do Copom pelo site MoneYou em parceria com a Infinity Asset Management.

A taxa de juros reais toma os juros nominais e subtrai a inflação projetada para os próximos 12 meses. Em termos nominais, o Brasil fica na sexta colocação, acima da Índia.

“Já estamos mais próximos da experiencia dos países emergentes”, aponta Zeina Latif, economista-chefe da XP Investimentos.

Para Sergio Vale, economista-chefe da MB Associados, ainda temos uma distância considerável para chegar aos desenvolvidos, como Estados Unidos e países da Europa, que têm juros excessivamente baixos e até negativos.

“O normal no futuro será de fato juros baixos no mundo inteiro, sendo que aqui ainda há passos adicionais na inflação para chegarmos em patamares mais baixos”, diz. 

O economista avalia que a reforma da Previdência, junto com a queda futura da meta de inflação, que pode chegar a 3% em alguns anos, podem fazer com que a Selic chegue no futuro a números razoáveis como 4% ou 5% de forma mais sustentável.

Veja abaixo a lista de países com os maiores juros reais do mundo:

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!