EUA pedem libertação de ciberdissidente chinês condenado a 12 anos de prisão – Isto É

(Arquivo) Huang, cujo site informou sobre assuntos delicados, incluindo direitos humanos, foi condenado por vazar segredos de Estado e condenado em 29 de julho. – AFP/Arquivos

O governo americano pediu, nesta quinta (1º), a libertação imediata do fundador de uma página on-line chinesa, condenado na última segunda-feira a 12 anos de prisão na China por “divulgação de segredos de Estado”.

“Os Estados Unidos estão profundamente preocupados com a condenação do ciberativista Huang Qi a 12 anos de prisão”, declarou a porta-voz do Departamento de Estado, Morgan Ortagus, em um comunicado, pedindo a soltura imediata de Huang.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!