Exportações Clandestinas do Irã Podem Impactar os Preços do Petróleo? – Investing.com

Artigo publicado originalmente em inglês no dia 1/8/2019

As exportações petrolíferas do Irã continuam gerando controvérsia. Com base nas novas sanções dos EUA, o Irã deveria ter suas exportações de barradas. No entanto, os EUA não estão embargando diretamente as exportações iranianas, mas obrigando os clientes a deixar de comprar o petróleo do país. Apesar dos riscos, alguns compradores ainda estão dispostos a adquirir o petróleo iraniano, que está sendo vendido com desconto.

O Golfo Pérsico é uma das rotas marítimas mais navegadas do mundo, o que torna o rastreamento dos navios que carregam o petróleo iraniano bastante difícil. O Irã também se tornou exímio em ocultar as exportações do seu petróleo. As embarcações sempre desligam seus transponders AIS (aparelhos de rastreamento via satélite) ou enviam informações falsas sobre seus destinos e cargas. O país árabe também dificulta a descoberta da origem do petróleo ao realizar transferências do produto entre navios durante o transporte. (Veja, por exemplo, em TankerTrackers.com).

A questão central para os traders é se as exportações clandestinas do petróleo iraniano são capazes de impactar o mercado e os preços da commodity. Para responder isso, precisamos ter uma ideia exata da quantidade de petróleo que está sendo exportada.

Exportações petrolíferas do Irã em números

De acordo com a Reuters, o Irã exportou apenas 100.000 barris por dia (bpd) em julho. Trata-se de um número extremamente baixo, já que representa uma queda de pelos menos 200.000 bpd desde junho, quando a Reuters estimou que as exportações do Irã ficaram entre 300.000 e 500.000 bpd. Se estiver correta, essa informação indica que as atividades recentes do Irã no Golfo – derrubando um drone norte-americano e apreendendo um navio com bandeira britânica – estão prejudicando a capacidade do país de vender seu petróleo. Para os traders, isso significa que houve uma notável contração na oferta de petróleo iraniano. À guisa de comparação, o Irã exportou 1,1 milhão de bpd em março de 2019. Uma contração de 1 milhão de bpd em cerca de 3 meses é algo significativo e seria capaz de elevar os preços, se o mercado não estivesse obcecado pela fraqueza da demanda.

Entretanto, a Reuters não é a autoridade final sobre as exportações petrolíferas do Irã e, nesse quesito, seus dados não parecem ser muito precisos. Outras organizações, como Kpler e TankerTrackers.com, mostram um quadro diferente do petróleo iraniano, dando conta de que uma quantidade maior do produto está sendo distribuída no mercado.

Os números da Kpler revelam que as exportações do Irã estão em tendências de baixa, mas não de forma tão intensa como mostram os dados da Reuters. A empresa registrou que 417.000 bpd foram exportados em julho, enquanto, em junho, esse número foi de 532.000 bpd. Esse tipo de queda não é tão significativa para o mercado.

De acordo com o site TankerTrackers, no entanto, as exportações iranianas estão em tendência contrária, ou seja, aumentando. Seus dados mostram que o Irã exportou cerca de 575.000 bpd em junho e, nos primeiros 21 dias de julho, exportou 759.000 bpd. Os números do TankerTrackers costumam ser maiores para as exportações iranianas, em parte porque utiliza imagens de satélite, bem como informações de AIS para identificar o transporte do produto. O TankerTrackers estima que as exportações iranianas em março foram de 1,9 milhão de bpd, portanto a queda registrada entre março e julho é mais notável (1,14 milhão de bpd) do que a redução informada pela Reuters.

O verdadeiro impacto da oferta petrolífera do Irã

O mercado atual está sendo regido por previsões de demanda, indicadores macroeconômicos, produção petrolífera e estoques nos EUA, por isso a oferta de petróleo do Irã não tem sido capaz de movimentar os preços significativamente. No entanto, o sentimento do mercado pode mudar rapidamente, e não seria nada surpreendente se a oferta petrolífera mundial voltasse a determinar os preços em breve. Nesse caso, os traders precisarão saber exatamente a quantidade de petróleo que o Irã está colocando no mercado, ou seja, se está aumentando ou diminuindo.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!