Café Registra Perdas na Semana – Investing.com

Os contratos futuros do tiveram semana de desvalorização nos mercados internacionais, à medida que os fundos de investimento seguem apostando em queda nas cotações e ampliam seu saldo vendido, em meio a um cenário de oferta satisfatória e de desaquecimento do consumo no Hemisfério Norte nesta época do ano, devido às férias de verão.

Na Bolsa de Nova York, o vencimento setembro/19 do contrato “C” acumulou perdas de 250 pontos, encerrando a sessão de ontem a US$ 0,9725 por libra-peso. Na ICE Europe, o vencimento setembro/19 do café finalizou o pregão a US$ 1.307 por tonelada, com recuo de US$ 37.

O comercial se valorizou no período, acompanhando o movimento externo. A divisa ganhou força em relação a moedas de países emergentes ligados a commodities após declaração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciando a imposição de tarifa de 10% sobre US$ 300 bilhões de produtos chineses. No fechamento, o dólar foi cotado a R$ 3,8475 (+2%), maior patamar desde 2 de julho.

Em relação ao clima, a Somar Meteorologia alerta que haverá mudanças sobre o cinturão cafeeiro do Brasil. O serviço informa que ocorrerá queda da temperatura na Região Sudeste, devido à atuação de uma massa de ar polar que avança depois da passagem do sistema frontal. O frio começará a perder força a partir de segunda-feira.

No Brasil, o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) aponta que as cotações acompanharam o movimento internacional, fato que limitou a realização de negócios. Os indicadores calculados pela instituição para as variedades arábica e robusta ficaram em R$ 400,70/saca e a R$ 271,81/saca, com desvalorizações de 1,3% e 0,8%, respectivamente.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!