Trump e a Metralhadora Giratória de Tweets. Petrobrás Bom Resultado, mas Nem Tanto – Investing.com

Passada a super-quarta de decisões de juros, a sexta-gorda vem para fechar a semana pesada, com indicadores do mercado de trabalho americano, reação a resultados corporativos e mais um capítulo da guerra comercial EUA vs China.

Localmente, a expectativa por balanços, em especial da Petrobrás sustentou a alta do ontem em níveis positivos, ainda que a ‘briga’ com vendidos tenha sido boa.

O resultado recorde da petroleira surpreende em alguns aspectos e pode até animar os menos atentos, porém o lucro elevado teve mais de R$ 21 bi devido à baixa de ativos e alienação, o que em itens não recorrentes, leva o resultado a R$ 19,4 bi.

Sem os não recorrentes, o resultado vai aos R$ 5 bi, portanto positivo, mas em linha com a nova gestão da empresa, desde 2016.
Outro fator que poderia alimentar o ânimo local após um COPOM super-dove seriam os estudos de privatização da Eletrobrás, porém mais uma vez o cenário internacional pesa.

No exterior, após uma decisão de juros que aparentemente não o agradou, o presidente Trump ligou sua ‘metralhadora giratória de tweets’ e novamente ameaçou taxar produtos chineses em 10% e depois 25%, reclamando da lentidão do acordo, manipulação cambial (novidade nenhuma) e outros pontos que elevaram a tensão do mercado.

A reação não poderia ser diferente e se estende até a abertura dos negócios hoje, com chineses ameaçando tarifas da ordem de US$300 Bi.

Na agenda economia, o Payroll, criação geral de postos de trabalho nos EUA projeta 165.000 vagas em julho, ante 224.000 na medição anterior.

O resultado, caso dentro das expectativas e considerado normal para o período e somente uma sequência em declínio pode alimentar as esperanças de novos cortes de juros nos EUA.

O corte mal explicado promovido na quarta-feira parece ter sido mais o resultado do Federal Reserve ceder às pressões tanto do presidente Trump quanto das curvas de juros, do que uma decisão baseada nos indicadores macroeconômicos.

O problema é que para Trump, um corte sem sinal concreto e sem alívio quantitativo (igual ao de Obama) não o satisfaz, o que parece ter incentivado o rompante de tweets de ontem.

Retornamos agora ao “dado bom, reação negativa”.

Na agenda corporativa, localmente Porto Seguro (SA:).

No exterior, Berkshire Hathaway, ExxonMobil (NYSE:), RBS, Chevron, Toyota, Allianz (DE:), Honda, Crédit Agricole, Ferrari, Sprint, Kyocera, NTT, Sumitomo, Olympus e Seagate.

ABERTURA DE MERCADOS
A abertura na Europa é negativa e os futuros NY abrem em queda, com a ameaça de tarifas de Trump.

Na Ásia, o fechamento foi negativo, também pelo reinicio da guerra comercial.

O opera em queda contra a maioria das divisas, enquanto os Treasuries operam negativos em todos os vencimentos.

Entre as commodities metálicas, alta, exceção ao cobre.

O abre em alta, após dias de forte queda.

O índice de volatilidade abre em queda de -0,90%

CÂMBIO
Dólar à vista : R$ 3,8404 / 0,75 %
Euro / Dólar : US$ 1,11 / 0,063%
Dólar / Yen : ¥ 106,92 / -0,391%
Libra / Dólar : US$ 1,21 / -0,148%
Dólar Fut. (1 m) : 3852,05 / 0,98 %

JUROS FUTUROS (DI)
DI – Julho 20: 5,37 % aa (-0,12%)
DI – Janeiro 21: 5,40 % aa (-1,82%)
DI – Janeiro 23: 6,35 % aa (0,00%)
DI – Janeiro 25: 6,91 % aa (0,14%)

BOLSAS DE VALORES
FECHAMENTO
Ibovespa: 0,31% / 102.126 pontos
: -1,05% / 26.583 pontos
: -0,79% / 8.111 pontos

: -2,11% / 21.087 pontos
: -2,35% / 26.919 pontos
: -0,30% / 6.769 pontos

ABERTURA
: -2,278% / 11973,97 pontos
: -2,529% / 5416,89 pontos
FTSE: -1,703% / 7455,67 pontos

Ibov. Fut.: 0,33% / 102307,00 pontos
S&P Fut.: -0,393% / 2940,30 pontos
Nasdaq Fut.: -0,455% / 7772,75 pontos

COMMODITIES
Índice Bloomberg: 0,39% / 77,33 ptos

Petróleo WTI: 2,50% / $55,30
:2,46% / $61,99

: -0,61% / $1.436,34
: -3,05% / $112,02

: -1,58% / $14,92
: 0,70% / $395,75
: -0,21% / $97,10
: -1,07% / $12,00

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!