Búlgara é escolhida oficialmente pela UE para concorrer à chefia do FMI – Exame

A búlgara Kristalina Georgieva foi indicada oficialmente, nesta sexta-feira (2), para ser candidata europeia à direção do Fundo Monetário Internacional (FMI), após vencer em votação o holandês Jeroen Dijsselbloem, informou o ministro francês das Finanças, Bruno Le Maire, que organizou a votação

“Georgieva é a partir de agora candidata dos países europeus. Todos nós vamos apoiar sua candidatura”, afirmou o ministro francês após uma conferência telefônica com seus homólogos europeus.

“Georgieva recebeu o apoio de 56% dos países que representam 57% da população da UE frente a Dijsselbloem, que recebeu o apoio de 44% dos países, por 43% da população”, havia informado uma fonte da AFP mais cedo.

No Twitter, o holandês parabenizou Georgieva pelo “resultado obtido na votação” e desejou “o maior dos sucessos”.

A candidata búlgara, que contava com o apoio da França e dos países do Sul, deverá ser nomeada formalmente candidata da UE para a sucessão, no próximo outono (boreal), de Christine Lagarde, que assumirá a presidência do Banco Central Europeu (BCE).

Georgieva e Dijsselbloem, apoiado pela Alemanha, eram os dois últimos candidatos na disputa por esse posto, que costuma ser ocupado por um europeu, após a saída do finlandês Olli Rehn, da ministra espanhola da Economia, Nadia Calviño, e do atual presidente do Eurogrupo, o português Mario Centeno.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!