Veja a Melhor Carteira Recomendada de Julho – Investing.com

O mau humor do mercado no final de julho que foi amplificado nos primeiros dias de agosto com a escalada da guerra comercial não mostra o bom humor do mercado nas primeiras semanas do mês passado.

As expectativas da aprovação da reforma da Previdência em dois turnos na Câmara antes do recesso levaram o para recordes consecutivos até alcançar os 105.817 pontos no fechamento de 10 de julho, recorde histórico.

O cenário externo também estava positivo com a suspensão da guerra comercial e a expectativa por cortes de juros do Fed.

O bom humor, contudo, foi dando espaço à realização e a dúvidas em relação ao Fed, que, no último dia do mês, reduziu juros, mas deu sinal de que pode ter sido um evento único, de ajuste.

O governo tentou ajudar a economia com a liberação do FGTS e liberação do mercado de gás, além da redução da Selic, após o fechamento do mês.

Em julho, o índice subiu 0,84% e encerrou o pregão do dia 31 a 101.812 pontos.

Foleo lidera carteiras com ganhos de 14%

O mês volátil não abalou a maior parte das 21 carteiras recomendadas por corretoras, bancos e casas de research acompanhadas pelo Investing.com Brasil. Ao todo, 17 portfólios superaram os ganhos de 0,84% do Ibovespa, enquanto 4 perderam para o benchmark.

A Foleo se destacou ao garantir retorno de mais de 14% aos investidores com apostas certeiras no Banco Inter (SA:), Sinqia e JBS (SA:). O banco digital retornou 62% em julho, seguido por 30,3% e 17,3% dos outros dois papéis.

A casa ainda teve ganhos com a Engie (SA:) (+11%), Totvs (SA:) (+10%), Cosan (SA:) (+10%), Cesp (SA:) (+7%), BrasilAgro (+0,5%), enquanto registrou perdas com CSN (SA:) (-1%) e Cemig (SA:) (-5%).

Foleo tem melhora carteira recomendada em julho

O segundo melhor resultado veio com o portfólio recomendado da Rico, que valorizou 7,8%, com destaques para altas de 25% na Magazine Luiza (SA:) e de 20% na Azul (SA:).

A Toro veio logo atrás, com 7,7%, com recomendação no BTG Pactual (SA:) (+18%), BRF (SA:) (+13%) e Lojas Americanas (SA:) (+10%).

Petrobras lidera mais uma vez as indicações; Queridinhas decepcionam em julho

A petroleira vem mostrando ser a grande queridinha entre os analistas e se manteve na ponta das recomendações do mês, ao aparecer em 11 portfólios. O papel, contudo, cedeu 4,9%.

Petrobras é a mais indicada e decepciona

Os cinco papéis mais indicados depois da Petrobras (SA:) também decepcionaram.

Com 10 indicações, Vale (SA:) cedeu 3,9% no mês, enquanto o Bradesco (SA:) e o Banco do Brasil (SA:) afundaram mais de 8%. Itaú (SA:) cedeu 4% e o Pão de Açúcar (SA:) perde 1,2%.

Banco Inter dispara 62%; Gerdau afunda 9,5%.

O banco digital foi o principal destaque entre as 88 ações indicadas por analistas em julho. Em mês movimentado o Banco Inter concluiu o desdobramento, fez seu programa de unit e um follow-on bem-sucedido com atração do Softbank.

TOP 5 indicações em julho

Na sequência, apareceram Via Varejo (SA:) (+52%), Sinqia (+30%), Eztec (SA:) (+28%) e Magazine Luiza (+25%).

Na ponta negativa, a Gerdau (SA:) afundou 9,5%, seguido por Banco do Brasil (-9%), Metalúrgica Gerdau (SA:) (-8%), Bradesco (-8%) e Tupy (SA:) (-8%).

Veja abaixo todas as recomendações para julho.

*O Investing.com Brasil utiliza como padrão para análise de desempenho das carteiras a comparação entre os preços dos ativos no fechamento do pregão de 28 de junho e o do fechamento de 31 de julho, com ajustes por proventos, desdobramentos e grupamentos. Algumas recomendações utilizam outros valores e datas de entrada nos papéis e, por isso, podem apresentar resultado mensal diferente do calculado pelo Investing.com Brasil.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!