Preços no atacado pressionam e IGP-10 cai em agosto, acima do esperado – Exame

Índice calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência

Por Reuters

access_time 15 ago 2019, 09h06

São Paulo — A pressão sobre os preços de minério de ferro, soja e milho no atacado diminuiu e o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) recuou 0,47% em agosto, de uma alta de 0,61% em julho, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta quinta-feira.

A expectativa em pesquisa da Reuters era de um recuo de 0,23%.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo-10 (IPA-10), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60% do índice geral, passou a cair 0,83% em agosto, depois de avançar 0,72% no mês anterior.

O grupo Matérias-Primas Brutas que recuou 0,77% em agosto, de uma alta de 3,34% em julho, com destaque para o comportamento dos itens minério de ferro, soja e milho.

Em agosto, o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-10), que responde por 30% do índice geral, aumentou a pressão ao subir 0,24%, sobre 0,07% antes.

O destaque ficou com o grupo Habitação, cujos preços passaram a subir 0,99%, de um avanço de 0,20% em julho.

O Índice Nacional de Custo da Construção-10 (INCC-10), por sua vez, desacelerou o avanço a 0,35% em agosto, sobre 1,08% no período anterior.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!