Consultoria vê impacto do FGTS no PIB de 0,2%, menor que previsão oficial – Exame

Após anunciar a liberação de R$ 500 por conta, governo estimou que saques poderiam ajudar o PIB em 0,35%

Por Estadão Conteúdo

access_time 16 ago 2019, 17h42 – Publicado em 16 ago 2019, 17h41

A 4E Consultoria estima que o impacto da liberação do FGTS deve ter impacto positivo de 0,20 ponto porcentual sobre o Produto Interno Bruto (PIB) deste ano e de 0,08 ponto no PIB de 2020, considerando saques de R$ 36,5 bilhões no total até março de 2020 e que R$ 25,5 bilhões serão usados para consumir.

Em julho, após anunciar a liberação de R$ 500 por conta inativa ou ativa, o governo estimou que a liberação poderia ajudar o PIB em 0,35%, o que é 0,15% a mais que a previsão da 4E Consultoria. Para o governo, o PIB brasileiro em 2019 poderia ficar acima de 1% com possíveis efeitos dos saques das contas.

Outras analistas já minimizando os possíveis efeitos positivos da liberação do FGTS.

No estudo, assinado pela economista Giulia Coelho e pelo analista Luca Klein, a consultoria afirma que o efeito mais forte deve ser sentido sobre o PIB do quarto trimestre deste ano cuja projeção é de alta de 0,8% na margem.

“No entanto, os dados fracos dos dois primeiros trimestres do ano trouxeram nossa estimativa de 2019 para 0,7% (ante 1,0%)”, ponderam. A 4E reduziu a projeção para o PIB do segundo trimestre, de avanço de 0,3% para 0,1% ante o primeiro trimestre com ajuste sazonal.

Em contrapartida, a consultoria elevou a expectativa para o PIB de 2020, de 2,6% para 3,0%, por causa do FGTS e do ganho de confiança resultante que devem ser aprovadas este ano.

Na última segunda-feira (16), o Boletim Focus do Banco Central estimou um crescimento menor para a economia brasileira em 2020, de 2,10%. Para 2019, os economistas ouvidos parecem não ter incorporado possíveis efeitos do FGTS e preveem crescimento de apenas 0,81%.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!