Alibaba suspende abertura na bolsa de Hong Kong em meio à tensões – Isto É

Jack Ma, dono da chinesa Alibaba – POOL/AFP/Arquivos

A Aliababa, maior rede de ecommerce da China, recuou na abertura de seu capital na bolsa de Hong Kong, em meio à onda de protestos que já duram quase três meses. A companhia já tem suas ações listadas em Nova York e esperava estrear no mercado chinês em agosto, afirmou a Reuters. A expectativa era somar até US$ 15 bilhões com a listagem em Hong Kong.

Pessoas ligadas a empresa afirmaram que a suspensão da abertura é motivada pela instabilidade financeiro e política da ilha. Para a CNN, a Alibaba afirmou que não irá comentar sobre o assunto e o classificou como “rumores de mercado”. Segundo as informações, a listagem pode ocorrer em outubro, caso a situação de Hong Kong seja estabilizada.

A Alibaba estreou no mercado dos EUA em 2014, após não encontrar um cenário favorável para venda de ações em Hong Kong. As regras na bolsa asiática mudaram no ano passado ao mudar o sistema de votos e decisões e voltaram a atrair o interesse da rede de varejo.

Para especialistas, a renda com a nova rodada de venda de papéis deve ser usada para a diversificação dos negócios da Alibaba. Apesar de ser uma das maiores redes varejistas do mundo, a companhia de Jack Ma está investindo cada vez mais em outras áreas para manter a competitividade no mercado.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!