Bolsonaro nega que interferiu no Coaf, Receita e PF para atrapalhar investigações – Isto É

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) voltou a negar nesta quinta-feira, 22, que interferiu no Coaf, Receita e Polícia Federal para atrapalhar investigações ou proteger a própria família.

“Tudo o que podiam fazer com a minha família já fizeram”, disse. Segundo o presidente, foram quebrados sigilos da família e as informações chegaram à imprensa. “Causaram transtorno enorme para família. Vocês sabem como alguns setores do Ministério Público trabalham no Brasil: querem te atingir de uma forma ou de outra. Eu não agrado a essa minoria”, declarou.

Sobre a mudança do Coaf ao Banco Central, Bolsonaro disse que o órgão deve estar trabalhando “em poucas semanas” para atender a sociedade. Segundo Bolsonaro, “grande parte das pessoas foi mantida” mesmo com a troca. Ele disse ainda que “ali é lugar de funcionários concursados”, apesar de brecha na medida provisória para que o presidente do banco indique pessoas de fora do serviço público.

O presidente reforçou que tem poderes legais para trocar o comando da PF. “Toda vez que troca o governo, se troca o comando da polícia. Isso é natural”, disse. “O diretor-geral da PF, conforme definido em lei, quem nomeia sou eu. Se tiver de mudar a gente muda e ponto final. A Receita Federal é a mesma coisa”, declarou.

Privatizações

Bolsonaro disse que foi dado o “primeiro passo” para uma ampla privatização de estatais com o anúncio de 17 empresas que devem ter ativos negociados. O presidente disse que a ideia era colocar mais empresas na lista, o que não foi feito pois “haveria reação”. Bolsonaro destacou que os Correios entraram no pacote.

Bolsonaro falou em transmissão semanal que é feita pelo presidente nas redes sociais.

Fonte Oficial: Isto É.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!