Trump pressiona empresas dos EUA a fecharem operações na China – Exame

Washington — O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira que está ordenando que as empresas norte-americanas busquem formas de fechar suas operações na China e produzir mais de suas mercadorias nos EUA, um ataque retórico a Pequim após intensificação das tensões comerciais.

Trump não pode legalmente obrigar as empresas norte-americanas a abandonar a China imediatamente e não deu detalhes sobre como poderia prosseguir com tal pedido, embora tenha dito que oferecerá uma resposta mais tarde nesta sexta-feira a tarifas sobre produtos americanos anunciadas pela China no início do dia.

O dólar subia acentuadamente em relação ao iuan chinês, os mercados acionários dos EUA caíam e os preços do petróleo recuavam com a última investida de Trump contra a China.

“Nossas grandes empresas norte-americanas estão ordenadas a começar imediatamente a procurar uma alternativa à China, incluindo trazer suas empresas para casa e fazer seus produtos nos EUA”, escreveu Trump no Twitter. “Nós não precisamos da China e, francamente, estaríamos muito melhor sem eles.”

Especialistas disseram que mudanças na política tributária e sanções poderiam ser usadas para restringir ou reduzir a atividade comercial dos EUA na China, mas levaria anos para desconectar as duas maiores economias do mundo. As consequências de uma ruptura completa para a economia mundial seriam severas, disseram eles.

Muitas empresas norte-americanas já começaram a transferir algumas operações para fora da China devido ao aumento dos custos trabalhistas. Mas outras, incluindo a General Motors, têm fábricas grandes que abastecem o mercado chinês. Eles resistiriam a qualquer pressão para fechar suas instalações, dada a dimensão e a importância do mercado chinês, disse Bill Reinsch, ex-autoridade sênior do Departamento de Comércio dos EUA.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!