Queda do Boi Gordo no Rio Grande do Sul – Investing.com

Por Felippe Reis e Alcides Torres (Scot Consultoria)

Ao contrário da maioria das regiões pesquisadas, o mercado está frouxo no Rio Grande do Sul.

No estado, a oferta de boiadas vindas de pastagem de inverno permite aos frigoríficos alongar as escalas de abate sem dificuldade. Com isso, o preço do caiu e ficou cotado em R$5,10/kg na última sexta-feira (23/8), a prazo, livre de Funrural. Desvalorização de 1,0% na comparação dia a dia e 1,9% na semana.

Também houve ajustes negativos em Alagoas e em Três Lagoas-MS (em ambas as regiões a queda foi de 0,3% em relação ao dia anterior).

Por outro lado, no Norte de Tocantins e no Sudeste de Rondônia os preços subiram (0,3% e 0,4%, respectivamente), mesmo em um dia típico de baixa movimentação, o que evidencia a baixa oferta de boiadas nessas regiões.

Nas demais regiões a demanda fraca diminuiu a necessidade das empresas em alongar as escalas, entretanto, a oferta restrita de animais terminados manteve as cotações sustentadas.

Oferta restrita mantém mercado do boi com os preços sustentados

A baixa disponibilidade de animais terminados para o abate tem sido o fator que tem ditado o rumo do mercado do . Ou seja, mesmo com o baixo consumo, típico para o período, a oferta restrita de boiadas mantém as cotações da arroba do boi gordo sustentadas.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!