Dólar passa a recuar contra o real em sessão volátil com guerra comercial no radar Por Reuters – Investing.com


Por Stefani Inouye

SÃO PAULO (Reuters) – O dólar passou a se desvalorizar contra o real nesta terça-feira, em dia marcado por volatilidade nos mercados de câmbio, com agentes financeiros ainda de olho nas movimentações envolvendo a guerra comercial entre Estados Unidos e China, em função de seus impactos sobre a economia global.

Às 10:50, o dólar recuava 0,11%, a 4,1350 reais na venda.

Na véspera, o dólar fechou com valorização de 0,37%, a 4,1396 reais na venda, maior nível para um término de sessão desde 18 de setembro de 2018 (4,1422 reais na venda), com o mercado ansioso acerca de ofertas de liquidez no plano doméstico, tendo como pano de fundo um ambiente de incerteza comercial no exterior.

Neste pregão, o dólar futuro tinha queda de 0,54%.

Para o estrategista de renda-fixa da Coinvalores Corretora Paulo Celso Nepomuceno, o mercado está ajustando suas posições em relação à forte valorização do dólar no dia anterior, já que a falta de novidades sobre as relações comerciais entre EUA e China abre espaço para um reposicionamento.

“As notícias chegaram muito rapidamente na segunda-feira e o mercado reagiu de maneira exagerada. O cenário externo está ruim para todo mundo, mas agora — e como sempre — a gente fica à mercê das publicações do (presidente dos Estados Unidos, Donald) Trump no Twitter, que podem no minuto seguinte mudar todo o contexto.”

As opiniões sobre o clima em torno das negociações comerciais eram mistas, com alguns demonstrando expectativas de uma resolução iminente, e outros reticentes depois que uma autoridade chinesa disse que não soube de nenhum telefonema entre os dois lados.

Contra uma cesta de moedas, o dólar tinha queda de 0,13%, a 97,954. A moeda norte-americana também passou a se desvalorizar contra a e o rand sul-africano, demonstrando um aumento no apetite por moedas emergentes.

Enquanto isso, na cena doméstica, permanecia no radar as questões políticas envolvendo os ruídos sobre a falta de controle do governo do desmatamento na Floresta Amazônica, com o presidente Jair Bolsonaro se reunindo nesta terça-feira com governadores da Amazônia Legal e outros membros do governo.

O BC vendeu todos os 550 milhões de dólares em moeda física nesta sexta-feira e negociou ainda todos os 11 mil contratos de swap cambial reverso ofertados — nos quais assume posição comprada em dólar.

Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.

Fonte Oficial: Investing.com.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!