Argentina anuncia renegociação da dívida com FMI e credores privados – Exame

A Argentina vai iniciar um processo para estender os prazos de vencimento de sua dívida com credores privados e com o Fundo Monetário Internacional (FMI), afirmou o ministro da Fazenda, Hernan Lacunza em entrevista coletiva nesta quarta-feira (28).

Ele disse que as medidas foram antes informadas ao FMI e que deve haver uma reunião com representantes do fundo “nas próximas semanas”.

Segundo ele, esse diálogo será de mais longo prazo e necessariamente será concluído apenas no próximo governo, seja ele de Macri ou de outro nome.

Segundo ele, o presidente Mauricio Macri lhe deu como missão impedir que o dólar e a inflação não subam mais.

Lacunza ressaltou que os pagamentos a pessoas físicas prosseguirão normalmente e que os pagamentos da dívida não serão interrompidos.

No entanto, a extensão para o pagamento daquelas de curto prazo com investidores institucionais permitirá retirar pressão nos meses anteriores ao primeiro turno presidencial, marcado para 27 de outubro.

Candidato favorito à presidência, o oposicionista Alberto Fernández tem insistido na necessidade de renegociar os termos do acordo com o FMI, que atualmente seriam inviáveis, segundo o político.

O ministro das Finanças disse, de qualquer modo, que o diálogo não altera o cumprimento das metas atuais já fechadas com o Fundo.

(Com reportagem de Eliana Raszewski e Gabriel Burin, da Reuters)

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!