Cliente da Atlas Quantum entra na Justiça para receber saque de mais de R$ 100 mil em bitcoin – Portal do Bitcoin

Atrasos nos saques e falta de um posicionamento claro para com os investidores faz com que a Atlas Quantum responda seu primeiro processo em São Paulo. Com mais de R$ 130 mil em Bitcoin presos, um dos clientes resolveu protocolar uma ação na quinta-feira (05).

A reportagem teve acesso ao processo que tramita na 24ª Vara Cível da Capital de São Paulo. Na petição inicial, o autor expõe que vem tentando sem sucesso sacar desde o mês passado seus 3,27611958 Bitcoins — até o dia 28 de agosto estavam avaliados em R$ 132.685,79.

Conforme o processo, a Atlas Quantum não deixou de responder esse investidor, mas o posicionamento de quando ele poderia de fato fazer o saque de suas criptomoedas era sempre uma incógnita.

Foram feitos dois pedidos. O primeiro no dia 23, pelo qual o cliente pediu para sacar 0,10009665 BTC; o segundo, de 3,15461724 BTC, foi feito no dia 25.

Desde o primeiro pedido nada ainda foi resolvido e isso fez com que o investidor, que teme não receber seu dinheiro, entrasse com uma ação judicial com pedido de tutela de urgência (uma espécie de liminar) para que a empresa libere os saques em 48h sob pena de multa diária de R$ 3 mil.

“Caso os réus não sejam compelidos a cumprir coercitivamente a obrigação contratual, o autor corre o risco de perder os seus Bitcoins, ou ter os mesmos desvalorizados em um futuro próximo, ou até mesmo, em razão da incerteza e falta de transparência, a empresa pode se tornar insolvente ou ainda deixar de existir até o provimento final da presente ação”.

Atlas Quantum em negociação

Inicialmente, numa conversa juntada com um dos funcionários da empresa ficou estabelecido que o saque ocorreria um dia após o pedido. Esse prazo, então, passou para quatro dias.

A questão, contudo, conforme noticiado pelo Portal do Bitcoin é que a Atlas Quantum havia decidido estender o prazo para 30 dias. O problema é que essa decisão veio depois de outras dilatações de prazo.

Esse investidor aponta que havia participado de uma reunião feita pela Atlas no último dia 29. A empresa afirmou naquele momento que havia passado por uma auditoria da Grant Thornton e que tinha sido encontrado problemas com corretoras de criptomoedas internacionais.

“Na referida reunião, o grupo réu alegou que está sofrendo problemas de cadastro com algumas Exchanges internacionais e, em razão disso as operações de transferência e saque estão ocorrendo em ritmo lento e que provavelmente o prazo para os saques seriam passados para D+7 (sete dias de prazo) e que seriam normalizados em até 30 dias, o que se revelou um verdadeiro absurdo com os consumidores ali presentes”.

A empresa, então, afirmou por meio de um comunicado aos seus clientes de que os casos de atrasos não atingiam sequer de 10% dos pedidos de retirada.

Insegurança e reclamações

O resultado foi a falta de segurança jurídica por parte desse investidor que parece não ser o único a enfrentar esse problema. Conforme ele demonstra nos autos, o site Reclame Aqui aponta diversas denúncias nesse sentido de atraso dos saques.

“É possível verificar centenas e centenas de reclamações de diversos consumidores das mais variadas localidades, posto que todos reclamam pelo mesmo motivo, a inadimplência do grupo réu que congelou todos as solicitações de saques”, afirma o autor por meio de sua petição.

Esse mesmo investidor demonstra nos autos que ainda teve um dos saques solicitados cancelado pela empresa sem haver sua autorização para isso. Por meio de uma conversa no WhatsApp com uma funcionária da Atlas, ele foi informado desse fato e que a empresa estornaria o valor com os rendimentos.

O cliente, contudo, não escondeu sua insatisfação o que fez com que a funcionária pedisse à ele para que solicitasse novamente o saque.

A reportagem entrou em contato com a Atlas Quantum para comentar sobre o caso. A empresa, por meio de sua assessoria de comunicação, contudo, afirma apenas que não foi ainda citada sobre esse processo e que tem feito todo o possível para solucionar o problema dos saques de clientes.

“O Atlas Quantum informa que não recebeu nenhuma notificação até o momento. A empresa acrescenta que está se empenhando ao máximo, com equipe dedicadas em suas operações, para resolver a questão dos saques dos clientes no prazo mais breve possível.”

O post Cliente da Atlas Quantum entra na Justiça para receber saque de mais de R$ 100 mil em bitcoin apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!