Pelo menos 10 países emergentes cortarão juros este mês, diz BNP – Exame

Pelo menos 10 bancos centrais devem cortar as taxas só neste mês, enquanto 15 devem tomar a medida até o fim do ano, aposta economista do banco

Por Dana El Baltaji, da Bloomberg

access_time 10 set 2019, 10h44

Diante da perspectiva de desaceleração do crescimento econômico, inflação relativamente controlada e afrouxamento monetário do Federal Reserve dos EUA e Banco Central Europeu, o BNP Paribas está convencido de que autoridades monetárias de mercados emergentes vão continuar a reduzir os juros.

Pelo menos 10 bancos centrais devem cortar as taxas só neste mês, enquanto 15 devem tomar a medida até o fim do ano, segundo Marcelo Carvalho, chefe global de pesquisa para mercados emergentes e Luiz Eduardo Peixoto, economista para mercados emergentes do BNP.

Os analistas, com sede em Londres, projetam que, neste ano, a taxa básica de juros deve cair 375 pontos-base Turquia, 150 pontos-base no Egito e 100 pontos-base no Brasil.

Em nota por e-mail, Carvalho e Peixoto disseram que uma combinação de inflação historicamente baixa e perspectivas de desaceleração do crescimento provocou uma onda de cortes das taxas em mercados emergentes.

A alta dos preços ao consumidor em mercados emergentes está próxima do ritmo mais fraco desde pelo menos 1990, segundo dados compilados pela Bloomberg.

Nos últimos 10 anos, a inflação tem sido um fator de mais peso para a política monetária do que as flutuações cambiais, principalmente na Coreia do Sul, Brasil e Índia, onde as oscilações no mercado de câmbio tiveram um impacto limitado na alta dos preços ao consumidor, disseram os analistas.

Há exceções, como na Turquia e na Argentina, onde a inflação se acelerou com a desvalorização da lira e do peso.

Fonte Oficial: Exame.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!