Transações financeiras pelo celular superam demais meios eletrônicos, diz Banco Central – Portal do Bitcoin

As transações feitas por meio pelo celular já podem ser consideradas as preferidas dos usuários do Sistema Financeiro Nacional (SFN). De acordo com dados do Banco Central (BC) divulgados na quinta-feira (05), só no ano passado foram contabilizados 29 bilhões de processamentos nessa modalidade — 18,5 % a mais que o aferido em 2017.

Segundo o BC, o uso de internet banking vem em segundo lugar, com 21,9 bilhões de transações e crescimento de 6,3% em relação a 2017. “Somadas, as transações por smartphones e internet banking representam quase 70% do total”, escreveu a autarquia.

Cartão de crédito/débito

O resultado das estatísticas para transações na modalidade cartão de crédito/débito apontou que houve uma queda nos valores das taxas cobradas dos lojistas.

“Observamos uma tendência de queda, acentuada após a entrada em vigor da regulação do Banco Central”, comentou João Manoel Pinho de Mello, diretor de Organização do Sistema Financeiro e de Resolução do BC.

Quanto ao uso, no caso do crédito, foram 6,4 bilhões de transações em 2017, e passaram para 7,4 bilhões em 2018 (16,2%). No débito, o número subiu de 7,9 bilhões para 9 bilhões no mesmo período (13,7%).

Houve, também, crescimento nas transferências de crédito. O número passou de 10,5 bilhões para 10,9 bilhões no mesmo período — um aumento de 3,9%.

Outros dados revelam que houve redução nas taxas de desconto e na tarifa de intercâmbio cobradas para uso dos cartões. Essa tarifa é paga pelo dono da maquininha ao banco.

De 2017 para 2018, a taxa de desconto caiu 6,85% no cartão de débito e 3,5% no cartão de crédito, ante aos 2,57% para crédito e 1,46% para débito em 2017 e 2,48% e 1,36% no ano passado.

O destaque, contudo, fica para a modalidade débito, cuja redução foi de quase 30% entre 2017 e 2018 — a tarifa média era de 0,82% e caiu para 0,58%, segundo apurou o BC.

Outros canais eletrônicos

Já por meio de outros canais de atendimento, como telefone e caixas eletrônicos, houve redução em transações. Conforme o artigo do BC as reduções foram as seguintes:

Telefone (-6,7%); agências e postos de atendimento (-3,2%); correspondentes (-2,8%); caixas eletrônicos (-3,9).

Cartão pré-pago

Conforme a autarquia, embora ainda represente percentual relativo pequeno do total entre os instrumentos de pagamento, o crescimento do uso do cartão pré-pago foi o mais expressivo entre 2017 e 2018.

Os dados revelam que o número passou de 26 milhões para 81 milhões de transações. O segundo maior crescimento, segundo a publicação, foi na modalidade débito direto, que passou de 5,3 para 6,4 bilhões de transações.

Cheque em baixa

De acordo com os dados, o uso do cheque continua em queda contínua, que vem acontecendo desde 2009. Segundo o BC, o número de transações na modalidade decresceu de 731 milhões para 633 milhões entre 2017 e 2018 — queda de 13,4%.


 Compre criptomoedas na 3xBit

Inovação e segurança. Troque suas criptomoedas na corretora que mais inova do Brasil. Cadastre-se e veja como é simples, acesse: https://3xbit.com.br

O post Transações financeiras pelo celular superam demais meios eletrônicos, diz Banco Central apareceu primeiro em Portal do Bitcoin.

Fonte Oficial: Portal do Bitcoin.

Os textos, informações e opiniões publicados neste espaço são de total responsabilidade do(a) autor(a). Logo, não correspondem, necessariamente, ao ponto de vista do World Câmbio.

Comentários

você pode gostar também

Quer fazer parte de nosso grupo?

Inscreva-se em nossa newsletter!